Desinsetização em Geral
Controle de Roedores
Controle de Pombos
Controle de Insetos
Descupinização
Limpeza de Caixa D'água
Análise Bacteriológica
Análise Físico
Análise Químico

Produtos
Trabalhamos com os produtos Bayer que é líder mundial no segmento.


O Controle Integrado de Pragas (CIP) é um processo que permite, através de um sistema contínuo de monitoramento, a otimização do uso dos produtos químicos domissanitários no controle de pragas urbanas, conforme preconizam as portarias expedidas pelo Centro de Vigilância Sanitária da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, CVS-06 "Regulamento técnico sobre os parâmetros e critérios para o controle higiênico-sanitário em estabelecimento de alimentos" publicada em 10.03.1999 e CVS-09 "Normas técnicas para prestadores de serviço em controle de vetores e pragas urbanas, publicada em 16.11.2000.

O CIP é uma parceria lastreada na conscientização e cooperação de todos os setores da empresa, visando o controle efetivo das pragas do local e levando em consideração o menor risco aos produtos, as pessoas e ao meio ambiente por meio de educação e enfoque ambiental.

:: Inspeção Inicial:

Inicialmente para um controle de praga eficaz, se faz uma inspeção minuciosa de todas as dependências do imóvel e avaliação dos níveis de infestação com posterior mapeamento das instalações, dando-se a elas níveis de criticidade.

:: Identificação de Pragas:

Caracterização das pragas que infestam os setores. Esta etapa do processo de Controle de Pragas implica inicialmente no conhecimento básico da morfologia dos roedores, insetos rasteiros e voadores, pragas típicas da região etc. Esse perfil de ocorrências é registrado em formulário desenvolvido para cada instalação, reunindo dados de observação de focos e resultados das inspeções.

:: Sistema de Monitoramento:

Implantação de um sistema efetivo de monitoramento no Controle de Pragas, onde os registros técnicos são devidamente documentados. São os históricos de cada instalação que irão determinar parâmetros de coordenação e ajuste do Controle Integrado. Através dele são definidas as melhores ações preventivas, os detalhes das inspeções de controle e as técnicas de tratamento, equipamentos e produtos mais eficazes para o conjunto de ocorrências.
Estações de monitoramento no Controle de Pragas são instaladas em pontos estratégicos das instalações. Estas estações são mapeadas e examinadas periodicamente, e servem de indicadores de presença de pragas e, conseqüentemente, vulnerabilidade do sistema de proteção aos pontos críticos. Estas estações são armadilhas adesivas contendo atrativos alimentar ou sexual.

:: Controle Químico:

O controle químico requer muita atenção, pois envolve manipulação de princípios ativos que exigem conhecimentos técnicos e cuidados de segurança. Além disso, prevê equipamentos de proteção individual EPI’s, tempo de permanência do princípio ativo nas áreas, periodicidade mais adequada, uso adequado de produtos legalmente indicados e sua toxicologia, descarte de embalagens etc. O Controle Químico está presente para complementar as orientações de limpeza e higiene.
Os insetos são atraídos a determinados locais pela presença de resíduos ou odores. Despensas e áreas de preparo de alimento, lixeiras e depósitos de materiais são os principais focos de concentração de insetos. Muitas espécies habitam locais úmidos. Água parada em ralos entupidos, garrafas, vasos, pneus, empoçamentos em áreas externas, calhas, etc podem atrair insetos, dentre eles o aedes aegypti que transmite a dengue e a febre amarela.

:: Metodologia de Controle de Pragas:

Processo de utilização de formulações de inseticidas com alto poder de choque e efeito desalojante, priorizando a utilização de produtos com baixo odor, baixa toxidade e degradáveis ao meio ambiente.

 
© Copyright -2009 PCV - Comércio e Serviços de Dedetização ltda | Todos os direitos reservados